This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Corrida São Silvestre do Sado IPS | Adiada para 26.03.2022

Inscrições válidas até à nova data

##1##

Face ao atual Estado de Calamidade decretado pelo Governo português, motivado pelo agravamento da pandemia provocada por COVID-19, e ao parecer desfavorável da Unidade de Saúde Pública à realização da Corrida de São Silvestre do Sado IPS neste contexto, a Comissão Organizadora, constituída pela União Cultural Recreativa e Desportiva Praiense, Junta de Freguesia do Sado e Instituto Politécnico de Setúbal, decidiu adiar a prova para o dia 26 de março de 2022, garantindo, assim, a segurança de todos os participantes.

Todas as inscrições mantêm-se válidas para a nova data e se ainda não se inscreveu poderá fazê-lo pois as inscrições continuam abertas até dia 20 de março de 2022. Caso pretenda cancelar a sua inscrição deverá enviar um email para: saosilvestredosado@gmail.com, até dia 15 de janeiro de 2022, de forma a reaver o valor pago pela inscrição.

 Relembramos que a São Silvestre do Sado IPS tem um percurso de 10 km e desenvolve-se na freguesia do Sado, concelho de Setúbal, junto à Reserva Natural do Estuário do Sado, e tem partida e chegada em frente à sede da União Cultural, Recreativa e Desportiva Praiense. A prova está certificada para os 5 e 10Kms.

Ao efetuar a inscrição, assinalar "Comunidade IPS" para usufruir de desconto (na entrega do dorsal, recebe o valor):

  • Corrida - 2 ¤
  • Caminhada - 1 ¤

Oferta de t-shirt técnica de manga comprida e troféus para os primeiros de cada escalão. Haverão ainda troféus para os 3 primeiros classificados masculinos e femininos da comunidade IPS.


Mais informações em
http://www.saosilvestredosado.com/

 

07 de dezembro/2021

 

Opções
Últimas Notícias
Politécnico de Setúbal reforça qualificação de talentos digitais
Jornal MoveTe | nova edição já disponível
IPS distinguido por boas práticas na área da sustentabilidade
Estudantes do IPS criam aplicações para cuidadores de doentes de Alzheimer
Ministro defende 'ensino superior mais ativo' nos Países de Língua Portuguesa