This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Candidatos Candidaturas Licenciaturas Candidaturas a Acesso Mudança de Par Instituição/Curso e Reingresso Critérios de Seriação
CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO
Informação Candidaturas
Critérios de Seriação
Pré-requisitos
Fases do Processo
Calendário
Vagas
Júris
Legislação
FAQ's
Candidaturas - Mudança de Par Instituição/Curso (1º Semestre)
Candidaturas - Mudança de Par Instituição/Curso (2º Semestre)
Candidaturas - Reingresso

Resultados - Mudança de Par Instituição/Curso (1º Semestre)
Resultados - Mudança de Par Instituição/Curso (2º Semestre)
Resultados - Reingresso


CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO

1. Os candidatos a mudança de par instituição/curso serão seriados através dos resultados obtidos pela aplicação da seguinte expressão, arredondada à unidade:
    Cursos da ESCE, ESTS, ESS
     

    Cursos da ESE, ESTB
     

2. Os candidatos a reingresso serão seriados através dos resultados obtidos pela aplicação da seguinte expressão, arredondada à unidade:
     

3. Nas expressões apresentadas em 1 e 2:
AF - Coeficiente que pretende aferir a afinidade do curso de origem, tomando os seguintes valores:

    20 - Cursos da mesma área científica;
    15 - Cursos de áreas científicas afins;
    10 - Outros cursos.

AP - Coeficiente que pretende avaliar o aproveitamento escolar do estudante no curso de origem, sendo obtido pela relação (10 + 10 x NECTSA/NECTSC).

NECTSA - Número de créditos ECTS em que obteve aprovação;

NECTSC - Número total de créditos ECTS do curso.

NS - Coeficiente igual à média obtida pelo estudante no 12º ano (ou equivalente, no caso de candidatos que tenham frequentado o sistema de ensino anterior ao sistema unificado, ou um sistema estrangeiro, ou que sejam titulares de Provas M23), para as candidaturas a CTeSP ou licenciaturas, na escala de classificação portuguesa. Caso o candidato não apresente documentação que possibilite a sua determinação, NS será considerado igual a 10.

MC - Coeficiente igual à média das classificações obtidas nas UC efetuadas no curso de origem ou nas UC afins ao curso a que se candidata — a definir pelo CTC da escola que ministra o curso — na escala de classificação portuguesa (MC é considerado igual a 10, caso o estudante não tenha obtido aproveitamento em nenhuma UC. No caso dos candidatos oriundos de sistemas de ensino superior estrangeiros, MC é a média das classificações obtidas nas UC efetuadas no curso de origem convertidas proporcionalmente para a escala de classificação portuguesa).