This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Estudantes Casos de Sucesso Pedro Duarte
PEDRO DUARTE

Licenciatura em Tecnologia e Gestão Industrial

1. Porquê Tecnologia e Gestão Industrial? Como surgiu o interesse por esta área?

Esta licenciatura tem um elevado número de valências nas áreas de gestão, engenharia e tecnologia de forma a poder suprir as necessidades industriais ao nível da organização, nomeadamente nas áreas da economia, gestão de operações, logística, produção e nas principais áreas da engenharia. Neste sentido, suscitou o meu interesse e também por ser um curso abrangente e multidisciplinar e pelo seu conteúdo e âmbito geral.

2. Como teve conhecimento do IPS e do curso? E o que motivou a sua vinda para estudar no Instituto, sobretudo após algum tempo sem estudar?

Tive conhecimento do curso após um primeiro contacto com IPS, ao ter frequentado o curso de Engenharia Eletrotécnica na ESTSetúbal/IPS.

O que motivou o meu regresso foi a existência do curso de Tecnologia e Gestão Industrial, que consistiu no colmatar da necessidade que eu tinha de complementar os conhecimentos e competências nas áreas da gestão e engenharias versus tecnologias.

3. É uma área profissional com diversas saídas, algumas até desconhecidas do grande público. Como foi para si o acesso e integração no mercado de trabalho?

A licenciatura em Tecnologia e Gestão Industrial tem-se revelado uma mais-valia no meu percurso profissional, desde a logística às tecnologias de informação e nomeadamente nas áreas da qualidade e da engenharia de produção (área na qual o curso se integra na perfeição), o que permitiu uma excelente integração no mercado de trabalho.

Atualmente desempenho funções como Engenheiro de Processos de Produção na Visteon, empresa que se dedica ao desenvolvimento e produção de produtos eletrónicos para a industria automóvel, sendo que a aplicação dos conhecimentos e experiência adquiridos ao longo da minha carreira profissional tem sido gratificante, no dia-a- dia e no sucesso das organizações, com as quais tenho tido oportunidade de colaborar.

4. Como descreve o seu dia-a-dia como Técnico nesta área?

Um dia de trabalho na área de engenharia de produção é um desafio constante, de forma a planear alterações, manter documentação atualizada e conjugar tudo isto com a necessidade de uma rápida reação aos imprevistos. Todo este trabalho leva-nos a uma constante concentração de forma a aplicar e a dar a melhor resposta aos nossos clientes (internos e externos), na procura incessante de adicionar o máximo valor a todos os stakeholders, bem como também a todo o processo produtivo.

5. Esta é uma área com muito para explorar. Que dicas deixa aos atuais estudantes de Tecnologia e Gestão Industrial?

Façam o vosso trabalho bem feito, assim, só o precisam de fazer uma vez! Se gostarem daquilo que fazem, esforcem-se por melhorá-lo… sempre.

dezembro de 2016