This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Candidatos Candidaturas CTeSP Candidaturas a Acesso Informação Candidaturas
INFORMAÇÃO CANDIDATURAS
Informação Candidaturas
Contingentes e Condições de Acesso
Dispensa de Provas
Rede de Escolas
Calendário
Vagas
Júris
Legislação
Editais
FAQ's
Candidaturas a Acesso
Candidaturas a Mudança de Par Instituição/Curso
Candidaturas a Reingresso
Candidaturas a Unidades Curriculares Isoladas

Resultados - Acesso
Resultados - Mudança de Par Instituição/Curso
Resultados - Reingresso
Resultados - Unidades Curriculares Isoladas


INFORMAÇÃO CANDIDATURAS

O diploma de técnico superior profissional confere uma formação caracterizada por:

a) Assegurar ao diplomado conhecimentos abrangentes, especializados, factuais e teóricos, numa determinada área de estudo ou de trabalho, e consciência dos limites desses conhecimentos;

b) Dotar o diplomado de uma gama abrangente de aptidões cognitivas e práticas necessárias para conceber soluções criativas para problemas abstratos;

c) Desenvolver no diplomado a capacidade de gestão e supervisão, em contextos de estudo ou de trabalho sujeitos a alterações imprevisíveis, e de revisão e desenvolvimento do seu desempenho e do de terceiros.

Os cursos técnicos superiores profissionais apresentam 120 créditos ECTS e uma duração de quatro semestres letivos. O acesso aos CTeSP do IPS é efetuado através de candidatura online, no portal do IPS, e está sujeita ao pagamento de uma taxa fixada na tabela de taxas e emolumentos em vigor, não sendo a mesma devolvida em caso de indeferimento liminar, exclusão ou desistência.

Cada candidato pode apresentar, no máximo, até duas candidaturas, tendo apenas que proceder ao pagamento de um emolumento (apesar do módulo de candidaturas emitir tantas referências quantas as candidaturas, o candidato apenas deverá efetuar o pagamento de uma delas).

A candidatura é válida apenas para o ano letivo em que se realiza, para ambas as fases.

Nas candidaturas será observada a seguinte regra: quem se candidata a um CTeSP e não seja colocado na 1ª Fase é considerado automaticamente candidato na 2ª Fase, caso a mesma se realize.

Apresentam-se, seguidamente, as informações relativas aos procedimentos a ter em conta.

DOCUMENTOS A SUBMETER NAS CANDIDATURAS PARA ACESSO

A candidatura deve ser instruída com os seguintes documentos:

    a) Cópia de Documento de identificação (BI/CC/Passaporte/Título de Residência permanente) ou a Minuta com os dados de identificação (DOC | 175KB);

    b) Cópia do documento comprovativo da habilitação de que é detentor, devendo proceder à apresentação de um dos seguintes documentos:

      b1) certificado de conclusão de curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente ou nota biográfica de acesso ao ensino superior -> Para os titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente;

      b2) documento comprovativo da titularidade de CET ou documento comprovativo da titularidade de CTeSP ou documento comprovativo da última inscrição em curso superior, português ou estrangeiro, com discriminação do plano de estudos ou documento comprovativo da titularidade de Curso Superior -> Para os candidatos titulares de CET, de CTeSP ou de outro curso superior;

      b3) documento comprovativo da titularidade das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência dos cursos superiores dos maiores de 23 anos, realizadas no IPS, no mesmo ano ou nos dois anos precedentes ou minuta devidamente preenchida (DOC | 140KB) -> Para os titulares das Provas M23.

    c) Cópia dos programas de unidades curriculares/formação realizadas em contexto do ensino superior, que pretenda ver creditadas, caso seja colocado (quando aplicável);

    d) Comprovativo de residência ou local de trabalho;

    e) Comprovativo das eventuais atividades exercidas.

INDEFERIMENTO LIMINAR

Serão liminarmente indeferidas, pela Divisão Académica e através de correio eletrónico para o endereço apresentado no módulo de candidaturas, as candidaturas que se encontrem nas seguintes situações:

    a) Não sejam efetuadas e submetidas nos termos e prazos fixados;
    b) Inexistência do pagamento das respetivas taxas;
    c) Cujos candidatos se encontrem com a inscrição prescrita no ensino superior;
    d) Sejam efetuadas por candidatos com quaisquer dívidas para com o IPS.