This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Candidatos Candidaturas FAQ's M23
FAQ's - M23
Candidaturas Online
Propinas
M23
Estudante Internacional
Concursos Especiais
Mudança de Par Instituição/Curso e Reingresso
CTeSP
Licenciaturas
Mestrados
Pós-Graduações


QUESTÕES GERAIS

1. O que são as “Provas para Maiores de 23 anos”?
São provas especiais de acesso ao Ensino Superior, que substituem o antigo Exame “Ad-hoc”.

2. Quem pode inscrever-se nas Provas?
Cidadãos nacionais ou estrangeiros maiores de 23 anos (que tenham completado 23 anos até ao dia 31 de dezembro do ano anterior ao da realização das provas) e que não sejam titulares da habilitação de acesso ao ensino superior, para o ano em causa, conforme estabelecido no n.º 5 do artigo 12.º da Lei n.º 46/86, de 14 de outubro (Lei de Bases do Sistema Educativo), alterada pelas Leis n.os 115/97, de 19 de setembro, e 49/2005, de 30 de agosto.

Os cidadãos estrangeiros deverão entregar fotocópia do Título de Residência ou do Passaporte + Autorização de Residência emitida pelo SEF.

Os candidatos que, não sendo nacionais de um Estado membro da União Europeia, residam legalmente em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 31 de agosto do ano em que pretendem ingressar no ensino superior, bem como os filhos que com eles residam legalmente, devem apresentar declaração do SEF que comprove esta situação. Não conta para este efeito o tempo de residência com visto de estudos.

3. Quem não possuir o 12º ano completo pode inscrever-se?
Sim, pode. Não existe qualquer limitação ao nível das habilitações académicas abaixo do nível superior.

4. Quem tiver o 12º ano completo pode inscrever-se?
Sim, desde que não seja titular da habilitação de acesso ao ensino superior, para o ano em causa, conforme estabelecido no n.º 5 do artigo 12.º da Lei n.º 46/86, de 14 de outubro (Lei de Bases do Sistema Educativo), alterada pelas Leis n.os 115/97, de 19 de setembro, e 49/2005, de 30 de agosto.

5. Frequentei o Ensino Superior mas não terminei o curso, posso realizar as Provas?
Pode, desde que não seja titular da habilitação de acesso ao ensino superior, para o ano em causa, conforme estabelecido no n.º 5 do artigo 12.º da Lei n.º 46/86, de 14 de outubro (Lei de Bases do Sistema Educativo), alterada pelas Leis n.os 115/97, de 19 de setembro, e 49/2005, de 30 de agosto. No entanto, pode candidatar- se a Reingresso ou Mudança de par instituição/curso, cajo haja vagas no curso que pretende.

6. Quem for titular de um curso de ensino superior pode realizar as Provas?
Pode, desde que não seja titular da habilitação de acesso ao ensino superior, para o ano em causa, conforme estabelecido no n.º 5 do artigo 12.º da Lei n.º 46/86, de 14 de outubro (Lei de Bases do Sistema Educativo), alterada pelas Leis n.os 115/97, de 19 de setembro, e 49/2005, de 30 de agosto. No entanto, e para o efeito, existe outra modalidade de acesso ao ensino superior específica para estes casos – o Concurso Especial para Titulares de outros cursos superiores.

7. Existe algum curso de preparação para as Provas?
Algumas das Escolas promovem cursos de preparação. Consulte o portal da Escola que ministra o curso a que se pretende candidatar.

8. Caso não fique colocado no concurso de agosto, o acesso fica impossibilitado para o ano letivo?
Não. No caso de sobrarem vagas do Concurso Nacional de Acesso, estas poderão ser preenchidas pelos candidatos M23 não colocados.

QUESTÕES ASSOCIADAS ÀS CANDIDATURAS

9. Quais os valores a pagar?
Existem emolumentos associados à candidatura e à reapreciação da prova (este valor será devolvido se se verificar uma melhoria de nota). Consulte a Tabela de Emolumentos.

Caso pretenda candidatar-se às provas, a mais que um curso, apenas lhe será cobrado um emolumento de candidatura, mesmo que os cursos pertençam a Escolas diferentes do IPS.

10. Posso inscrever-me em mais do que um curso?
Sim, pode candidatar-se aos cursos que pretender, sendo-lhe cobrado apenas um emolumento de candidatura, mesmo que os cursos pertençam a Escolas diferentes do IPS.

11. Quero inscrever-me em dois cursos, posso entregar só um processo?
Não. É necessário entregar um exemplar de toda a documentação por cada curso a que se candidate, podendo fotocopiar o Boletim de Inscrição, depois de preenchido, tantas vezes quantas as necessárias. A Ficha Curricular e a Carta de Motivações devem ser elaboradas e estruturadas em função de cada um dos cursos a que se candidatar.

12. Como poderei entregar comprovativos das minhas atividades, se as candidaturas se fazem on-line?
Todos os documentos serão submetidos em formato digital, através de candidatura eletrónica. Alerta-se que existe uma limitação à dimensão dos documentos, os quais não podem exceder, globalmente, os 2 Mb.

13. São exigidos pré-requisitos para algum dos cursos?
Sim. Para os Cursos de Licenciatura em Desporto, Licenciatura em Língua Gestual Portuguesa da Escola Superior de Educação/IPS e para os Cursos de Licenciatura da Escola Superior de Saúde/IPS. Mais informações disponíveis no portal de cada Escola.

14. Não tenho computador, nem digitalizador. Como posso candidatar- me?
Caso não tenha nem computador, nem digitalizador, dirija-se a um dos campi do IPS (em Setúbal ou no Barreiro), acompanhado de toda a documentação, de forma a que lhe possam dar acesso a espaços onde possa apresentar a sua candidatura.

QUESTÕES ASSOCIADAS ÀS PROVAS DE CONHECIMENTOS

15. As Provas de conhecimentos de uma Escola do IPS são válidas para as outras Escolas do IPS?
Com exceção da prova de conhecimentos das Escolas Superiores de Tecnologia de Setúbal e do Barreiro, que é comum (prova de matemática), as provas de conhecimentos são diferentes de Escola para Escola e só são válidas para a Escola onde se realizam.

16. Se tiver de faltar à Prova de Conhecimentos posso fazê-la noutra data?
Não. Só há uma data para a realização das Provas de Conhecimentos em cada Escola. Salienta-se que todas as Provas são obrigatórias, de acordo com o artigo 4º do Regulamento do IPS, pelo que se não a realizar não poderá ter aproveitamento.

17. A realização das Provas é suficiente para o acesso ao Ensino Superior?
Não. As Provas servem apenas para avaliar os conhecimentos dos interessados e para determinar a nota a considerar para a candidatura ao acesso.

Se tiver obtido nota final igual ou superior a 10 valores nas Provas, deve fazer a candidatura aos Concursos Especiais de Acesso (CE) – normalmente em agosto. Oportunamente será divulgada mais informação.

Se prestou Provas, para o mesmo curso nos últimos dois anos, pode optar pela nota mais elevada, quando entregar a candidatura aos CE.

18. Fiz as Provas o ano passado mas não entrei. Tenho de fazer as Provas novamente este ano?
Não, a classificação das Provas é válida no ano em que é obtida e nos dois anos seguintes. No presente ano poderão candidatar-se todos aqueles que vierem a obter aproveitamento nas provas, bem como todos os que tenham obtido aproveitamento nos dois últimos anos.

Pode, no entanto, realizar novamente as Provas se quiser tentar uma subida de nota e na candidatura aos CE, optar pela nota mais elevada.

19. Se quiser utilizar a nota que obtive no ano passado como devo proceder?
Nesse caso, não necessita de se inscrever nas Provas do corrente ano, bastando, no momento da candidatura aos Concursos Especiais de Acesso, informar a Escola Superior de que pretende utilizar a nota obtida anteriormente naquela Escola (num dos dois últimos anos letivos). Salienta-se que as notas obtidas apenas são válidas para a Escola Superior do IPS onde foram realizadas as Provas.

20. As Provas de outras Instituições são válidas para o IPS?
Não. Tem de fazer as Provas na Escola Superior do IPS na qual funciona o curso pretendido.

CREDITAÇÕES

21. Caso aceda ao curso através das Provas M23, poderei ver creditada a formação de que seja detentor (CET, UC Isoladas, etc.)?
Sim. No ato de matrícula poderá solicitar a creditação de toda a formação anterior que tenha realizado e concluído com sucesso.

22. Caso aceda ao curso através das Provas M23, poderei ver creditadas as competências adquiridas em contextos não formais e informais de que seja detentor?
Sim. Após a matrícula, durante os meses de outubro e novembro, poderá apresentar candidatura ao reconhecimento e validação de competências adquiridas em contextos não formais e informais.

Voltar para Acesso às Provas M23


Envie sugestões de FAQ's.