This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Internacional Programas de Mobilidade Estudantes Estudantes para período de ESTÁGIOS
ESTUDANTES PARA PERÍODO DE ESTÁGIOS
EM QUE CONSISTE?

O período de estágios Erasmus+ permite uma experiência de aprendizagem prática, em contexto real de trabalho europeu, oferecendo aos estudantes uma adaptação aos requisitos do mercado laboral na EU, durante de um trimestre, um semestre ou um ano letivo. O estágio Erasmus+ poderá ser curricular ou extracurricular. Para além das regras definidas pela Comissão Europeia, a mobilidade ERASMUS no IPS segue também o o Capítulo VI do Regulamento das Atividades Académicas e Linhas Orientadoras de Avaliação de Desempenho Escolar dos Estudantes do Instituto Politécnico de Setúbal (PDF | 476KB). Este documento é de leitura obrigatória para os estudantes que pretendem ir em mobilidade.

CONSÓRCIO ERASMUS AL SUD

O Consórcio Erasmus Al Sud é uma parceria entre 5 instituições de Ensino Superior – Universidade de Lisboa, Universidade de Évora, Universidade do Algarve, Instituto Politécnico de Beja e Instituto Politécnico de Setúbal – que visa proporcionar estágios a estudantes Europeus e estudantes nacionais das Universidades e Politécnicos consorciados, através de uma rede de instituições de ensino, municípios, entidades empresariais e outras organizações.

Para obteres mais informações, consulta a página do Consórcio

CANDIDATURAS PARA ESTÁGIO no 2º semestre de 2018/2019 e no 1º semestre de 2019/2020 - abertas até 30 novembro de 2018
Edital Erasmus+ 2019/2020 (PDF | 41KB)

Período de execução das mobilidades:
até 31 de dezembro de 2020

Período mínimo das mobilidades:
2 meses para estágios (podem ser 3 meses para os estágios curriculares, ou até 12 meses)

Guia de Candidatura à Mobilidade Internacional
Consulta este manual antes de submeteres a tua candidatura.

Documentos de candidatura
Ficha de Candidatura

Quem se pode candidatar?
Estudantes e finalistas em 2018/2019

E onde pesquisar as empresas?
Colocamos ao dispor esta lista de portais (XLS | 31KB) e ferramentas de pesquisa de estágios e de emprego a nível internacional.
Consulte também as Universidades com as quais temos Acordos Bilaterais (XLS | 668KB) para estágio.

SERIAÇÃO DOS CANDIDATOS

Resultados das candidaturas:
2º semestre de 2018/2019 (PDF | 243KB)
2º semestre de 2018/2019 – VERSÃO 2 (PDF | 53KB)
2º semestre de 2018/2019 – VERSÃO 3, 4 e 5 (PDF | 73KB)
2º semestre de 2018/2019 – VERSÃO 6 (PDF | 35KB)

BOLSAS DE MOBILIDADE

As bolsas de mobilidade Erasmus são atribuídas anualmente pela Agência Nacional ERASMUS+ Educação e Formação . Os alunos interessados podem candidatar-se à obtenção de uma bolsa de mobilidade devendo, para isso, declará-lo na Ficha de Candidatura. Existe, contudo, a possibilidade do estudante ir em mobilidade sem bolsa. As bolsas de mobilidade Erasmus destinam-se a auxiliar nas despesas de viagem e de subsistência (alojamento e alimentação), sendo apenas uma ajuda para fazer face à diferença do custo de nível de vida entre o país de origem e de destino. A atribuição da bolsa de mobilidades segue os mesmos critérios que a seleção dos candidatos. Estudantes que pretendam prolongar o seu período de estudos terão a atribuição de bolsa complementar condicionada à verba existente.

Bolsas de Mobilidade para 2018-2019 (PDF | 100KB)

O pagamento das bolsas é feito da seguinte forma:

  • 90% até 30 dias após a assinatura do contrato por ambos os outorgantes - antes da partida do estudante;
  • • 10% até 30 dias após a entrega da Carta de Confirmação, submissão do Relatório Final na plataforma eletrónica da Agência Nacional Erasmus+, submissão do Teste 2 da OLS, bem como a regularização de documentos que estejam em falta - aquando do regresso do estudante.

A gestão da verba atribuída é da inteira responsabilidade do/a estudante.

COMPLEMENTOS DE BOLSA

Os estudantes que forem bolseiros dos Serviços de Ação Social podem candidatar-se a um complemento de bolsa. Esta medida visa assegurar a qualidade financeira da mobilidade dos estudantes Erasmus que comprovem dificuldades socioeconómicas, estipulando que as razões de ordem financeira não devem ser uma barreira à mobilidade Erasmus+.

São considerados elegíveis os estudantes que, cumulativamente, forem bolseiros de Ação Social do ensino superior e receberem uma bolsa Erasmus+.

Consulte o Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo a Estudantes do Ensino Superior ou contacte os Serviços de Ação Social do IPS (SAS/IPS) para se informar acerca dos critérios para o cálculo do complemento mensal. O CIMOB- IPS comunicará aos Serviços de Ação Social do IPS (SAS/IPS) o período de mobilidade do estudante, e os SAS/IPS procedem ao registo no portal da DGES.

A Agência Nacional Erasmus+ atribui bolsas de apoio para pessoas com necessidades especiais.

DOCUMENTAÇÃO | Candidatura à Instituição de Acolhimento

O/a estudante deverá informar-se de quais os documentos a serem enviados à entidade de acolhimento, de modo a formalizar o seu período de estágio.

DOCUMENTAÇÃO | Pós Aceitação

Ficha do Estudante em Mobilidade (XLS| 52KB) e anexos - informações sobre o estudante selecionado e respetivos dados da mobilidade que servirão de base para a elaboração do Contrato Individual do Estudante em Mobilidade e para os procedimentos de pagamento da bolsa de mobilidade (quando aplicável).

Deve ser acompanhada dos seguintes anexos, legíveis:

  • Fotocópia do Cartão de Cidadão;
  • Comprovativo do IBAN da conta em que quer receber a bolsa Erasmus+.

DOCUMENTAÇÃO | Antes da partida para mobilidade

Contrato Individual do Estudante em Mobilidade (PDF | 152KB) - O Contrato de Estudante em Mobilidade determina os direitos e os deveres dos dois outorgantes e confere ao estudante o estatuto de estudante em mobilidade. É elaborado pelo CIMOB com base na informação da mobilidade e nos documentos entregues pelo estudante.

O Contrato deverá ser assinado pelo estudante, como segundo outorgante, em 2 originais e entregue novamente ao CIMOB-IPS. Após a assinatura destes originais pelo Sr. Presidente do IPS, o estudante estará oficialmente ao abrigo do programa de mobilidade em questão.

Como preparação linguística o estudante terá acesso a um curso online na plataforma OLS, caso haja licenças disponíveis.

O estudante deverá receber um e-mail com o acesso ao Teste 1 da plataforma OLS, para avaliar o nível de conhecimento da língua de trabalho da instituição de destino. Durante o período de mobilidade poderá ter acesso ao curso, e no final deverá realizar o Teste 2.

Anexo I: Acordo de Estágio/Training Agreement (DOC | 108KB) - documento onde se descreve os detalhes do estágio que o estudante irá realizar. Tem em anexo o "Quality Commitment", que substitui o acordo bilateral no caso de negociação direta com uma empresa.

Anexo II: Condições Gerais - condições abrangidas pelo Contrato;

Anexo III: Carta de Estudante ERASMUS+ (PDF | 64KB) - direitos e deveres do/a estudante ERASMUS;

DURANTE O PERÍODO DE ESTÁGIO

Alterações ao Acordo de Estágio - o estudante tem até um mês após o início do estágio para alterar o acordo previamente negociado. Essas alterações deverão igualmente ser negociadas e aprovadas pelo coordenador da mobilidade;

Declarações para Prolongamento de Estágio - caso o estudante decida prolongar o seu período de estágio terá de requerer duas declarações autorizando e justificando esse prolongamento: uma à instituição de origem (coordenador/a da mobilidade da respetiva Escola) e outra à entidade de acolhimento. Ambas as declarações devem ser entregues ao CIMOB antes do fim do período inicial;

FINAL DO PERÍODO DE ESTÁGIO

Carta de Confirmação - emitida pela entidade de acolhimento com as datas de mobilidade, comprovando que o estudante efetuou o estágio. É entregue ao estudante na véspera da sua partida e deverá ser entregue ao CIMOB-IPS até 15 dias após o seu regresso;

Avaliação do período de estágio - emitido pela entidade de acolhimento com a avaliação qualitativa ou quantitativa do trabalho realizado pelo estudante em contexto prático. Este documento servirá para formalizar o reconhecimento académico junto do IPS;

Avaliação do período de estágio via Consórcio Erasmus Al Sud - Preenchimento de um questionário que pretende avaliar o estágio e o enquadramento do mesmo no Consórcio Erasmus Al Sud.

Adendas ao Contrato Individual do Estudante em Mobilidade - qualquer alteração ao que consta no Contrato de Estudante, como o prolongamento do período de estudos, é formalizada através de uma adenda. A adenda dispensa assinatura desde que haja concordância das partes via e-mail.

MAIS INFORMAÇÕES

A organização do processo de mobilidade é da responsabilidade do/a estudante em articulação com o CIMOB-IPS. Cabe ao/à estudante:

  • Garantir a sua matrícula e o pagamento das propinas no IPS
  • Angariar uma entidade de acolhimento para a realização do período de estágio
  • Negociar e elaborar o Acordo de Estágio em articulação com o coordenador de curso/coordenador de mobilidade da respetiva Escola;
  • Tratar e assinar toda a documentação;
  • Garantir as assinaturas do coordenador da mobilidade nos documentos necessários;
  • Tratar da viagem de ida e de regresso bem como o alojamento;
  • Entregar o original da Carta de Confirmação no CIMOB-IPS.