This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Andebol do Vitória de Setúbal prepara regresso à 1ª Divisão no IPS

Jogadores avaliados no Laboratório de Desporto

A equipa de andebol do Vitória Futebol Clube (VFC), que depois de 14 anos disputará a próxima época desportiva na 1ª Divisão Nacional, foi esta semana submetida a avaliações de aptidão física no Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), no âmbito de um protocolo de colaboração que une estas duas organizações setubalenses.

OS 18 atletas passaram o dia de terça-feira, 30, no Laboratório de Desporto da Escola Superior de Educação (ESE/IPS) em testes de aptidão aeróbia, composição corporal segmentar, força de membros inferiores e superiores e também níveis de flexibilidade.

##1## ##2## ##3##

Estas avaliações de pré-época, de que também foi alvo há dias a equipa de futebol do VFC, são realizadas com recurso a equipamentos tecnológicos de referência na área do Desporto, que possibilitam um rigoroso diagnóstico e apoio à equipa técnica no sentido da otimização da prescrição, monitorização e avaliação do processo de treino quotidiano, assim como na prevenção de lesões.

Entre os atletas avaliados, vários transitam da época 2018-2019, em que foi garantida a subida de divisão, e os mais recentes reforços são oriundos de campeonatos nacionais em França, Brasil e Sérvia, além de jogadores contratados em Portugal, entre os quais emprestados por equipas como Sport Lisboa e Benfica e Sporting Clube de Portugal.
Recorde-se que a cooperação entre o IPS e o VFC nesta modalidade desportiva tem vindo a estreitar-se, nomeadamente através do estágio na secção, ao longo de 2018-2019, de dois alunos finalistas da licenciatura em Desporto.

Futuramente, perspetivam-se outras colaborações, como o apoio em contexto específico de treino e competição, nomeadamente com recurso a análise de vídeo (que já decorreu em 2018-2019), e também algumas inovações na nova época desportiva, como a utilização do sistema Wimu Real Track Systems, coletes para cada atleta com dispositivo com GPS, acelerómetros, cardiofrequencímetro, giroscópio, barómetro e magnetómetro, o que possibilita em tempo real a monitorização de carga interna e externa, a par de análise da dinâmica  tática da equipa.

“Estes procedimentos de avaliação na pré- época e em momentos específicos durante a competição são habituais na elite do Desporto. O desafio passa agora por transpor os resultados das avaliações para o terreno, na monitorização do treino e competição, no sentido de proporcionar apoio à equipa técnica do VFC em específico e à modalidade desportiva no geral”, segundo explicam Fernando Santos e Mário Espada, docentes e investigadores da Área Científica do Desporto.

Em mais esta iniciativa de colaboração com o VFC, o IPS dá cumprimento a uma das suas missões, a transferência de conhecimento para a sociedade, neste caso “numa modalidade desportiva em que a investigação científica em todo o mundo é reduzida, comparativamente a outros desportos, existindo muito espaço para inovação”, concluem os docentes.

 

01 de agosto/2019

Opções
Últimas Notícias
IPS distinguido como instituição de ensino superior Mais Voluntária
Programa Desenvolver+ Oxigénio | Atividades para dezembro
IPS inaugura ciclo de formação sobre Direitos Humanos e Democracia