This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Um ano de partilha de saber à hora do almoço | Ciência à Conversa 2017

IPS propõe um tema diferente todos os meses

A Ciência à Conversa em 2017 levou até todos mais ciência! Contámos com professores, doutores e engenheiros que, durante a hora  de almoço, nos explicaram de forma simples e acessível temas complexos.

Na primeira sessão, sobre Mindfulness, contámos com a presença de João Carvalho das Neves, com o objetivo de dar início ao ano de forma diferente, com foco na atenção plena e equilíbrio. "Os veículos elétricos permitem reduzir a poluição e a dependência do petróleo" foi o tema de fevereiro, abordado por José Maia. Em março, Leonor Saraiva levou os participantes a refletir sobre a importância dos prémios Nobel e a forma como se desenvolvem e modificam as ideias científicas. Abril foi dedicado à Biorremediação, com Gabriela Gomes e Carla Santos a explicarem em que consiste este processo de gestão de resíduos que envolve o uso de organismos com o objetivo de remover ou neutralizar poluentes de um local contaminado. 

No mês de maio, em torno da Qualidade da Água, Ana Mata e Ricardo Salgado explicaram a todos os presentes quais os usos que damos a este recurso e como é feita a sua monitorização para que chegue em boas condições às nossas casas.

Logística foi a temática de junho, conduzida por Cristina Luís, João Nabais e Tiago Pinho, que deram a conhecer a forma como este ramo das Ciências Empresariais se encontra presente no nosso dia-a-dia, quem o faz, onde está e para que serve.

Em julho, Sónia Santos conversou sobre os benefícios do azeite para a saúde e como se pode avaliar a sua qualidade, sessão que incluiu também uma prova, a antecipar o período de férias, entre agosto e setembro.

E o início do ano letivo, com o arranque de mais uma licenciatura pioneira no IPS, foi o momento oportuno para desmistificar a Acupuntura. Jorge Maia, coordenador do novo curso da ESS/IPS, ajudou a perceber melhor como é que esta técnica milenar pode ter efeitos benéficos na saúde.

Em novembro, o propósito foi o de clarificar algumas dúvidas sobre a relação entre as emoções/stress e as escolhas alimentares. Contámos, para isso, com Marisa Romero que nos veio ajudar a perceber um pouco mais sobre este "relacionamento" tão preocupante.

E para terminar o ano, a conversa foi outra, ou melhor, a língua foi outra: Língua Gestual Portuguesa. Maria José Freire explicou algumas noções básicas sobre este tipo de comunicação,  Carlos Gonçalves integrou a parte prática, e todos os presentes fizeram questão de aprender!

Contámos ao longo das várias conversas com docentes do IPS, bem como com convidados externos, a quem agradecemos. Contribuíram, com simpatia e disponibilidade, partilhando o seu vasto conhecimento, não só sobre ciência, mas também sobre todas as diversas áreas transversais à vida humana,  o que fez com que todas estas conversas tenham sido possíveis e participadas.

O Ciência à Conversa continua em 2018, propondo todos os meses um tema diferente, aos quais estão todos convidados a assistir. Para janeiro, contaremos com a 27.ª sessão sobre como poupar na fatura energética, sem abdicar do conforto térmico em casa.  


A equipa UAIIDE- IPS

28 de dezembro/2017

 

Opções
Últimas Notícias
Novos estudantes mobilizam-se para limpeza do estuário do Sado
Nova pós-graduação em Intervenção Social e Práticas Artísticas
IPS promove-se no Brasil | Salão do Estudante
IPS entrega Cartas de Curso e dá as boas-vindas aos novos estudantes
Jornadas assinalam os 20 anos da licenciatura em Logística